15/08/2017 14:32

CITADO POR SILVAL

"Maggi não corre nenhum risco", diz Ezequiel sobre delação

MIDIA NEWS

O presidente regional do PP, deputado federal Ezequiel Fonseca, disse acreditar que a delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) não irá afetar o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), nas eleições de 2018.

Segundo reportagem do "Jornal Nacional", da Rede Globo, veiculada na semana passada, o ex-governador acusou Maggi de repassar R$ 3 milhões para o ex-secretário de Fazenda, Eder Moraes, mudar seu depoimento a respeito de um suposto esquema de compra de uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Além disso, é acusado de pagar uma espécie de “mensalinho” para deputados estaduais, de modo a ter apoio do Legislativo.

Para Ezequiel, o trabalho desenvolvido pelo colega de partido no ministério será suficiente para fortalecê-lo com vistas ao próximo pleito eleitoral.

“O Blairo vem fazendo um grande trabalho como ministro. Já deu provas disso, principalmente na questão da [Operação] Carne Fraca, em que o País poderia ter quebrado, mas ele deu uma resposta muito grande. Existe uma lista de pessoas que estão sendo delatadas, mas ainda falta comprovação”, disse o deputado ao MidiaNews.

(...) Mas, pelo trabalho dele, pela luta, pelos resultados, acho que, politicamente, não corre nenhum risco

“Mas, pelo trabalho dele, pela luta, pelos resultados, acho que, politicamente, não corre nenhum risco. Não dá para ir denunciado todo mundo sem ter provas. Então, esperamos que, no momento certo, será tudo esclarecido. Por isso, estamos firmes”, afirmou.

Ezequiel Fonseca acrescentou que, atualmente, há uma extensa lista de políticos delatados e que o processo para se comprovar a inocência é “demorado”.

“Vai sobrar muito pouco não só em Mato Grosso, mas no País inteiro. Porque, com esse negócio de delação, ficou muito simples. Se falar o seu nome, já acham que você está envolvido, e até se explicar não é de um dia para o outro. E, na classe política, sabemos como funciona”, completou.

Chapa com Alckmin

O deputado disse que o PP segue otimista no desejo de ver Blairo Maggi com uma candidatura presidencial.

Segundo ele, ainda estão em andamento negociações com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), para 2018. O tucano seria o cabeça de chapa e Maggi, o candidato a vice.

“Continuo otimista. Inclusive, estamos trabalhando com a possibilidade de ele ser candidato à majoritária Todo dia, temos conversado sobre isso. O Alckmin tem demonstrado interesse e estamos lutando para isso. Senão com Alckmin, com outro”, afirmou.

“Vejo que a política precisa ser passada a limpa. Concordo que precisamos fazer uma política com transparência, mas nem tudo que se fala e se coloca é verdade. Espero que, no momento certo, o ministro possa se defender”, completou.


Compartilhe essa notícia