27/07/2017 13:40

CRIMES PELA INTERNET

Operação da PF combate a ação de pedófilos em Mato Grosso

MIDIA NEWS
Operação da PF combate a ação de pedófilos em Mato Grosso

A Polícia Federal de Mato Grosso deflagrou nesta quinta-feira (27) uma operação de combate à exploração sexual de crianças e o compartilhamento de pornografia infantil na internet.

A Operação Nosso Futuro cumpre quatro mandados de busca e apreensão - um em Sinop e os outros em Cuiabá.

A investigação teve como base o monitoramento de sites e aplicativos para encontro de pedófilos do Mundo todo e resultou na identificação de usuários recorrentes.

Os suspeitos armazenavam e trocavam fotos e vídeos de crianças em conotação sexual, muitos deles sendo abusados por adultos ou mantendo relação com outras crianças e adolescentes.
Os investigados perderão responder pelos crimes de troca e divulgação de imagens e posse e armazenamento de material pornográfico, ambos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente. As penas variam de um a oito anos de reclusão.

O nome da operação refere-se às principais vítimas dos abusos sexuais e ao impacto que isso poderá trazer as suas vidas e à sociedade.

Segunda ação

Essa é a segunda operação contra a pedofilia no País nesta semana.

Na terça-feira (25), foi deflagrada a 2ª Fase da Operação Glasnost, com o mesmo objetivo. 

Cerca de 350 policiais federais cumpriram 72 mandados de busca e apreensão, 3 mandados de prisão preventiva e 2 mandados de condução coercitiva, em 51 municípios nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe. 

A ação é uma sequência da operação Glasnost, deflagrada em novembro de 2013, ocasião em que foram cumpridos 80 mandados de busca e prisão e realizadas 30 prisões em flagrante por posse de pornografia infantil. Foram, ainda, identificados e presos diversos abusadores sexuais, bem como resgatadas vítimas, com idades entre 5 e 9 anos.

 


Compartilhe essa notícia