11/08/2017 09:00

CHANTAGEM COM FOTOS

Polícia prende técnico de informática suspeito de "estupro virtual"

EXTRA
Polícia prende técnico de informática suspeito de

Policiais da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática prenderam um homem de 34 anos suspeito de “estupro virtual”. Segundo o delegado Daniell Pires Ferreira, responsável pela investigação, o suspeito — que trabalha como técnico em informática — fez fotos de uma mulher nua durante um relacionamento de cinco anos com ela. Com o fim da relação, passou a fazer chantagens.

— O homem criou um perfil falso e passou a ameaçar divulgar as fotos da mulher. Exigiu que ela enviasse mais “nudes” e aumentou a pressão. Com medo, ela cedeu às ameaças e enviou — disse o delegado.

Em junho, a situação agravou-se. O homem continuou ameaçando divulgar as imagens e chegou a exigir que ela simulasse uma masturbação em frente as câmeras. Além disso, chegou a exigir que a mulher enfiasse objetos na vagina.

— Apesar do crime ter ocorrido no ambiente virtual, o homem vai responder normalmente por estupro e foi enquadrado no Artigo 213 do Código Penal. A conduta dele pode ser considerada “estupro virtual” porque foi consumada através da internet. É como se tivesse ocorrido fisicamente, como se, pessoalmente, uma pessoa pegasse uma arma e exigisse que a vítima se despisse e começasse se tocar e introduzir objetos nas partes íntimas — explicou Daniell Ferreira.

À polícia, o suspeito disse que ficou com raiva porque a mulher estava se relacionado com outra pessoas que não respondia suas mensagens ou ligações.

O delegado disse que entendeu a prática do estupro cometido em ambiente virtual porque a vítima, mediante coação moral irresistível, foi obrigada a realizar o ato. Daniell Ferreira disse que pediu a prisão temporária de 30 dias do suspeito, porque há risco dele destruir provas. O homem está preso há uma semana. O delegado disse que não revelaria a identidade do suspeito e nem o local onde ele está preso.

 


Compartilhe essa notícia