12/06/2017 14:23

NOVAS SEDES

Vereador requer área para construção do Centro da Justiça de Nova Xavantina

NX1
Vereador requer área para construção do Centro da Justiça de Nova Xavantina

TJ sinalizou positivamente a construção de um novo Fórum

O vereador Eduardo Ribeiro (DEM), entra com indicação nesta segunda-feira (12) com cópia ao prefeito de Nova Xavantina, João Batista Vaz – Cebola (PSD), conjuntamente com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, através da Secretaria do Patrimônio da União – SPU, superintendência de Mato Grosso, requerendo a Cessão de Uso Gratuito dos imóveis, situado na Av. Mestre Venâncio de Oliveira, antigo Paraíso.

A área está desativada há várias décadas e antigamente era conhecida como Residência dos presidentes da Fundação Brasil Central – Paraíso.

Segundo o vereador Eduardo, a indicação tem como objetivo destinar a instalação do Fórum da comarca de Nova Xavantina, bem como, sede do Ministério Público (Promotorias Públicas), Defensoria Pública e Juizado Especial.

O TJ ainda não divulgou intenção de construir uma nova sede; no entanto, a indicação servirá para comunicar ao judiciário o interesse do município em oferecer uma área ampla para o novo predio.

Ainda de acordo com o vereador, o plano de Gestão do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso – TJMT, expressa intenções reais de melhorias no judiciário, fato este, que já beneficiou os municípios de Água Boa e Itiquira, no sul do estado, com a construção de novas sedes para as comarcas.

“Neste sentido, estaríamos, de fato, proporcionando espaço físico ideal e adequado para funcionalidade das referidas instituições, aumentando as reais possibilidades desta contemplação tão desejada pelos nossos munícipes.”, ressaltou o vereador.

De prédio cedido à sede própria, já se passaram 31 anos desde a instalação da Comarca de Nova Xavantina, em 10 de maio de 1986. Uma história que começou com sete servidores e atualmente conta com 57 entre efetivos, terceirizados e estagiários.

 Neste período, a comarca teve 25 juízes contando com os dois atuais, a juíza diretora do Foro da comarca e responsável pela 2ª Vara, Luciene Kelly Marciano Roos e o juiz da 1º Vara, Ítalo Osvaldo Alves da Silva.


Compartilhe essa notícia